Ideias e trabalhos

O blog onde encontrara várias ideias sobre temas diversificados, bem como alguns trabalhos. Quem sabe quando alguma coisa aqui escrita nos fará falta um dia? Nem que seja para nos fazer pensar sobre a vida.

Terça-feira, 09 de Março de 2010

Ondas electromagneticas

 


Em 1887, Heinrich Hertz através de uma experiência com uma bobina de indução ligada a duas esferas metálicas, descobriu a forma de produzir artificialmente ondas electromagnéticas, as ondas de rádio. Sendo mais tarde, Guglieno Marconi, a descobrir uma maneira de transportar as ondas sonoras atreves das ondas de rádio. No entanto, foi em 1907 que Marconi conseguiu realizar a primeira transmissão através do Oceano Atlântico. Tendo-se tornado um marco importante no desenvolvimento de comunicação que utilizam ondas rádio, utilizadas principalmente nas transmissões de rádio, televisão e telemóveis. Para produzir estas ondas de rádio constroem-se antenas metálicas transmissoras. Estas quando são percorridas por uma corrente eléctrica alternada produzem ondas rádio, inversamente quando estas ondas chegam a outra antena emissora geram corrente eléctrica alternada.
Apesar de tudo a transmissão de sinais sonoros tem algumas limitações, tendo-se assim criado a necessidade de utilizar outros processos de comunicação, sendo usadas as ondas electromagnéticas. As radiações electromagnéticas são constituídas por um espectro que compreendendo vários tipos de gamas de comprimento de onda. Estas gamas variam sobretudo nas frequências, comprimentos de onda e no facto de serem ou não visíveis para o ser humano. No entanto, estas também possuem propriedades em comum, como a propagação no vácuo a uma velocidade de 300000kms-1, resultam de perturbações electromagnéticas e transferem energia. Dentro deste espectro existem radiações de ondas:
  • Ondas de rádio e microondas que possuem elevados comprimentos de onda e baixas frequências;
  • Raios X e os raios gama (Υ) com pequenos comprimentos de onda e elevadas frequências;
  • Radiações infravermelhas (IV), visíveis e as ultravioletas (UV), com frequências e comprimentos de onda intermédios.
No entanto, de todas as gamas de radiações electromagnéticas, as mais utilizadas são as ondas rádio, microondas e a luz visível.
O campo magnético é uma grandeza vectorial representada pelo vector B, que se manifesta através de uma acção que exerce sobre os ímanes e correntes eléctricas. A unidade sistema internacional (SI) de indução magnética é o testa (T), em honrar do físico croata Nikola Testa. Esta é uma unidade bastante grande, sendo utilizada em muitos casos para substituir uma unidade que não pertence ao SI, no entanto muito prática (gauss – G ou GS).
O campo eléctrico é uma grandeza vectorial representada pelo vector E, causada por uma perturbação que tem origem em cargas eléctricas e em campos magnéticos variáveis. A grandeza do campo eléctrico é definida pela caracterização de vários pontos no espaço (direcção, sentido e intensidade).
O comprimento de onda caracteriza-se pela distância entre valores repetidos num padrão de onda, este representa-se pela letra λ (lambda).
A propagação do som e da radiação electromagnética é explicada pelo modelo ondulatório, tal como uma onda que se propaga na água. Um sinal demora algum tempo a percorrer o espaço, podendo ser lhe atribuída uma velocidade de propagação, que pode possuir diferentes velocidades dependendo dos meios. Esta velocidade pode ser calculada através da utilização da seguinte fórmula: .
Sinais periódicos representam-se regularmente em intervalos físicos ou periódicos.
Sinais não periódicos ou aperiódicos, como o nome indica, não possuem periodicidade na repetição.
A frequência é uma onda física ondulatória, que indica num determinado intervalo de tempo, o número de ocorrências de uma oscilação.
Nos modernos sistemas de comunicação, o tradutor converte um sinal sonoro num sinal eléctrico, sendo classificados como sinais analógicos ou digitais. Um sinal analógico é um sinal que varia no tempo de uma forma continua. Enquanto, que o sinal digital não varia continuamente ao longo do tempo, podendo ter apenas dois valores (zero e um). Tradicionalmente o som e a imagem são transmitidos sob a forma de sinais analógicos. A recepção desta em boas condições, depende muitas vezes das condições atmosféricas e/ou de interferências com outros sinais. Ao contrario dos sinais digitais onde o som e a imagem são transmitidos por uma tecnologia diferente, já que são convertidos num código de números (código binário). Estes códigos são transmitidos por meio de pulsos eléctricos através de cabos, satélites ou transmissores.
publicado por ideiasetrabalhos às 16:32

mais sobre mim

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisar

 

arquivos

últ. comentários

  • As ideias são interessantes, mas a estrutura do te...
  • Achei bastante interessante este texto, pois realm...
  • Caro Blogger,Te escrevo em decorrência da minha vi...
  • obrigada pela ajuda :)

mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro